Make your own free website on Tripod.com

Lesoes
Curativos
Home
Lesoes
Anatomia da Pele
Classificacao das Feridas
Avaliacao do Enfermeiro
Processo Cicatricial
Curativos
Mensurando as Feridas
Cuidados com a Pele Peri-lesional
Coberturas de Feridas
Tipos de Desbridamento
Escala preditivas
Laser Terapia
Terapia Hiperbarica no Tratamento de Feridas
Bibliografia
Portocath

Curativos tipos e indicacoes


As novas pesquisas sobre tratamento de ferida tem contestado o meio tradicional de tratamento destas atraves da manutencao da lesao seca. A proposta atual e a oclusao e manutencao do meio umido para cicatrizacao de feridas abertas para cicatrizacao de feridas abertas. Para incisoes cirurgicas a oclusao devera ser por 48horas, mantendo o curativo seco e realizando a troca quando necessario.
Estas pesquisas defendem a cicatrizacao atraves do meio umido pelas seguintes vantagens:
- Estimula a epitelizacao, a formacao do tecido de granulacao e maior vascularizacao na area da ferida.
- Facilita a remocao de tecido necrotico e impede a formacao de espessamentos de fibrina.
- Serve como barreira protetora a microorganismos.
- Promove a diminuicao da dor.
- Mantem a temperatura corporea.
- Evita a perda excessiva de liquidos
- Evita traumas na troca do curativo.

- FINALIDADES DO CURATIVO
Os curativos tem que ter por finalidade pelo menos uma das seguintes funcoes:

Manter a umidade na interface ferida / cobertura
Remover o excesso de exsudacao
Permitir a troca gasosa
Promover o desbridamento autolitico
Promover o isolamento termico
Proteger a ferida de traumas
Ser impermeavel a bacterias
Ser isento de particulas ou agentes toxicos
Imobilizar
Permitir sua remocao sem danos ao tecido neo-formado

NORMAS BASICAS DE ASSEPSIA PARA CURATIVOS

- Lavar as maos com agua e sabao antes e apos a realizacao do curativos.
- Utilizar instrumental esteril.
- Obedecer os principios de assepsia para evitar a contaminacao do material.
- Utilizar luvas na possibilidade do contato com sangue ou demais fluidos corporais (utilizando-se a tecnica correta nao e necessario o uso de luvas estereis).
- Curativos removidos para inspecao da lesao devem ser obrigatoriamente trocados.

- NORMAS TECNICAS PARA REALIZACAO DO CURATIVO

Os procedimentos para realizacao do curativo, devem ser estabelecidos de acordo com a funcao do curativo e grau de contaminacao do local.
Lesoes abertas: Nao ha definicao da necessidade de tecnica esteril (asseptica). Pode ser empregada tecnica limpa (material limpo mas nao esteril ou luvas de procedimentos e limpeza com agua tratada, nao esterilizada ou soro fisiologico sem esterilizacao para realizacao do curativo).
A utilizacao da tecnica limpa e possivel em muitas situacoes de tratamento no ambiente domiciliar.
No ambiente hospitalar esta tecnica deve ser evitada pelo risco aumentado de contaminacao.

CURATIVO SEM EXSUDACAO

FERIDA ABERTA

Meio Umido

- Acelera a angiogenese
- Favorece a quimiotaxia de elementos
- Previne a desidratacao celular
- Permeabiliza a membrana celular
- Facilita a remocao de tecido desvitalizado
- Diminui a dor


Meio Oclusivo

- Hipoxia
- Estimula a angiogenese
- Ativa macrofagos
- Estimula fibroblastos
- Aumenta a sintese de colageno
- Mantem a temperatura no leito da ferida
- Protege a ferida


cuidados

- Prolongamento da hipoxia desativa macrofagos
- Diminui mitogenese na camada basal
- Aumenta o risco de infeccao
- Aumenta o risco de maceracao tecidual


INDICACOES
- Fase Exsudativa e Proliferativa
- Feridas sem sinais clinicos ou laboratoriais de infeccao
- Feridas com pouco/ medio exsudato
- Feridas com dano parcial


Ferida Fechada
- Limpar com solucao salina 0,9%.
- Manter o curativo seco e ocluido por 48 horas.
- Apos este periodo, a incisao pode ficar exposta.