Make your own free website on Tripod.com

ENFERMAGEM
Tecnicas Basicas II

Home

Tratamento de Feridas
Tecnicas Basicas I
Tecnicas Basicas II
Administracao de medicamentos
Higiene e Profilaxia
Glossario
Exame Fisico
Ventilacao Mecanica
Clinica Medica
Mecanica Corporal
Nutricao
Historico de Enfermagem

Tecnicas Basicas em Enfermagem

Capitulo X
Nocoes de Farmacologia
Antibioticos
Anticonvulsivantes
Analgesicos e Antitermicos
Corticoide
Insulina e Hipoglicemiantes Orais
Cardiotnicos
Antiarritimicos
Anti-Hipertensivos
Vasodilatadores
Vasopressores
Coagulantes e Anticoagulantes
Diureticos
Sedativo da Tosse
Broncodilatadores
Antiemeticos

Capitulo XI
Normas de Administracao de Medicamentos
Medicamentos via Oral (Capsula, Comprimido e Dragea)
Medicamentos via Oral (Gotas, Xarope e Suspensao)
Medicamentos via Nasal
Medicamentos via Auricular
Medicamentos via Ocular
Medicacao via Sublingual
Medicacao via Uretral
Medicacao via Vaginal
Medicacao via Parenteral
Transfusao Sanguinea

Capitulo XII
Assistencia de Enfermagem a Pacientes com Problemas Intestinais
Transtornos Intestinais
Sondagem Retal
Lavagem Intestinal
Sondagem Nasogastrica
Sonda Nasoenterica
Lavagem Gastrica
Alimentacao

Capitulo XIII
Sondagem Vesical
Sondagem Vesical Feminina de Demora
Sondagem Vesical Masculina de Demora
Tecnica de Sondagem Vesical de Alivio Feminina
Tecnica de Sondagem Vesical de Alivio Masculina
Lavagem Vesical
Irrigacao Vesical

Capitulo XIV
Aplicacoes Quentes e Frias
Bolsa de Gelo
Compressas Frias
Bolsa de Agua Quente

Capitulo XV
Oxigenioterapia
Cateter Nasal
Inalacao
Nebulizacao Continua com Mascara Facial

Capitulo XVI
Tricotomia

Capitulo XVII
Procedimentos Relacionados a Curativos
Lesao
Cicatrizacao das Lesoes. Tipos de Cicatrizacao
Fatores que influenciam a Cicatrizacao
Curativos

Capitulo XVIII
Coleta de Material para Exame
Coleta de Urina para Exame Urina I
Urina 24 Horas
Coleta de Fezes para Exame
Coleta de Escarro para Exame
Coleta de sangue para Exame

Capitulo XIX
Traqueostomia
Aspiracao de Secrecao Endotraqueal e Orofaringea

Capitulo XX
Assistencia de Enfermagem ao Paciente Terminal
Sinais Fisicos de Aproximacao da Morte
Fases Hipocritas
Assistencia ao Corpo Apos Morte
Tipos de Obitos

10.0 - FARMACOLOGIA

Definicao Segundo Gooldman, a farmacologia compreende o conhecimento da historia, origem, propriedades fisicas e quimicas, composicao, efeitos bioquimicos e fisiologicos, mecanismo
de acao, absorcao, distribuicao e eliminacao, alem das propriedades terapeuticas e outros empregos de medicamentos.

TERMINOLOGIA

Droga E qualquer substancia que, administrada no organismo vivo, pode produzir alteracoes somaticas ou funcionais;

Medicamento E qualquer agente quimico, que administrado no organismo vivo, produz efeitos
beneficos;
Dose E a quantidade de medicamento que deve ser dada a pacientes de cada vez;
Dose Minima E a menor quantidade de uma droga, capaz de produzir efeitos terapeuticos;
Dose Maxima E a maior quantidade de uma droga, capaz de produzir efeitos terapeuticos sem
apresentar efeitos indesejaveis;
Dose de Manutencao E a dose necessaria para manter os niveis desejaveis de medicamento na corrente sanguinea e tecidos durante tratamento.



10.1 - ANTIBIOTICOS

Sao substancias que exercem acao antimicrobiana. Podem ser produzidos por agentes vivos como cogumelos e bacterias ou ser elaborados sinteticamente. Os antibioticos podem agir predominantemente sobre as bacterias gram-positivos, sobre as bacterias gram-negativas ou ambas. Neste ultimo caso, e considerado antibiotico de amplo espectro. As bacterias podem ser sensiveis ou resistentes a um determinado tipo de antibiotico. A escolha do antibiotico mais eficiente para o tratamento de certos tipos de infeccoes, pode ser facilitada atraves do exame laboratorial denominado cultura em antibiograma que consiste no estudo da sensibilidade do microorganismo aos diversos tipos de antibioticos.

10.1.1 - GRUPOS DE ANTIBIOTICOS

Penicilinas Penicilina G Cristalina (Sodica ou Potassica);
Penicilina G Benzatina (Benzetacil, Longacilin);
Penicilina G Procaina (Wycillin);

Penicilina Semi-sinteticas Penicilina V (Pen-ve-oral);
Amoxilina (Amoxil);
Ampicilina (Binotal, Amplacilina);
Carbenicilina;
Cloxacilina;
Oxacilina (staficilin N);

Cefalosporinas Cefalotina (Keflin);
Cefaloridina;
Cefalexina (Keflex);
Cefazolina (Kefazol).

Aminoglicosideos Neomicina
Kanamicina
Gentamicina (Garamicina)
Amicacina (Novamin)
Tetraciclina Cloridrato de Oxitetraciclina (Terramicina);
Fosfato Complexo de Tetraciclina (Tetrex);
Doxiciclina (Vibramicina
Eritromicina (Ilosone, Pantomicina e Eritrex);
Lincomicina (Frademicina);
Cloranfenicol (Quemicetina, Sintomicetina);

10.1.2 -CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS NA ADMINISTRACAO DE ANTIBIOTICOS

01 - De modo geral, a administracao de antibioticos via oral deve ser feita com leite, com excecao das tetraciclinas;
02 - A administracao por via intramuscular deve ser profunda, para diminuir a dor e favorecer a absorcao;
03 - As penicilinas sao cristalinas devem ser aplicadas com agulhas mais calibrosas: 30x8 ou 30x9;
04 - As penicilinas cristalinas devem ser diluidas em 50 a 100 ml de soro, para diminuir a possibilidade de ocorrer flebite;
05 - Antes de administrar penicilinas e seu derivados, , verificar se o paciente ja tomou anteriormente. Nao se encontrou ainda um meio adequado para a deteccao da sensibilidade a penicilinas, sendo